E SE...A RGE FICASSE C/A MARVEL? III

15.11.2017

>> E nos encontramos novamente, nessa viagem insólita para juntos descobrirmos a temporada final do cultuadíssimo Almanaque Premiere Marvel, que nessa realidade imaginária descoberta pela Batdeira, proporcionou muito mais ação e aventura aos fãs da Casa das Ideias no Brasil, nos saudosos Anos 1980!

Mas como foi possível, que nessa existência alternativa a RGE ainda continuasse a publicar o Premiere, enquanto que os medalhões por ela também editados migraram para a sua concorrente, como visto no post anterior?

 

A Matemática explica: Quando a editora dos Marinhos, publicou a 6ª e última edição de seu Almanaque em dezembro de 1982, devido ao delay editorial, ROM - SpaceKnight já se encontrava no #37; Moon Knight no #26 e Marvel Premiere, o título mix que se propunha a fazer testes de mercado com novos personagens, acabara um ano antes na edição #61.

 

Portanto é sim possível, que todas essas edições já estivessem de posse da RGE num pacotão bem vantajoso de licenciamento; E foi isso que aconteceu! A editora bancou a decisão de publicar seu cultuado título até onde lhe fosse permitido por contrato.

A edição #19, a primeira do ano apresentou a volta (mesmo que breve) do Homem chamado NOVA! Num crossover com ROM, que à caminho de seu planeta natal Gálador, acaba fazendo um pit-stop para se juntar a Richard Rider e aos heróis de Xandar, durante uma invasão Skrull. Essa história viria matar as saudades dos marvetes brasileiros, órfãos do personagem, desde que sua revista original foi descontinuada, mas que a RGE publicou até o fim dentro do Almanaque Marvel #17 (dez/jan de 1981).

 

Seguido do climático desfecho do confronto entre o Cavaleiro de Prata e o Arsenal Humano, iniciado na edição passada e que pode ter significado a explosão de toda a cidade de Nova York.

 

E complementado a edição o Senhor das Estrelas, exibindo um visual bastante diferente do popularizado pelos filmes dos Guardiões da Galáxia, vive uma aventura ilustrada por Tom Sutton posterior a publicada pela Abril em Heróis da TV #70-71 de 1985, com arte muito mais inspirada de John Byrne.

O Almanaque Premiere #20 publicou a edição comemorativa ROM #25 com o dobro de páginas, que couberam perfeitamente no mix de 4 histórias da RGE. E pela capa já é possível perceber que ao chegar em Gálador, nosso herói teve uma grande surpresa. Enquanto que Lunar, tenta sobreviver a uma noite alucinante, ao se deparar com um exército zumbis e um criminoso transformado em múmia viva!

 

E Dominic Fortune, um mercenário que vive nos Anos 1930 e tem grande paixão por jogos, faz sua estreia pelo traço de seu criador Howard Chaykin; Já conhecido dos leitores por ilustrar o Monarca das Estrelas e Salomão Kane, em edições anteriores do nosso almanaque.

O destaque de maio/junho ficou por conta de Clint Eastwood ou melhor dizendo Caleb Hammer, numa ilustração de capa assinada por Frank Miller. Em "Assim na terra como no inferno" (Heróis da TV #72/Abril) acompanhamos esse trágico herói, que trabalha para a Agência de Detetives Pinkerton numa caçada pelo Estado do Wyoming, atrás dos assassinos Crawford & Lovelace; Um autentico bang-bang, mas melhor Estilo Marvel de contar histórias.

 

ROM finalmente descobre que suas premonições passadas, tinham realmente fundamento, quando junto com todos os Cavaleiros do Espaço, tem que enfrentar Terrax e o poder cósmico de Galactus, para salvar seu Planeta Gálador, do Devorador de Mundos!

 

Morpheus o maior inimigo de Lunar está de volta e pode ser o responsável pelas recentes alucinações que perseguem o vigilante. E numa curta história descobre-se como Khonshu, Deus da Lua e protetor do Egito, impede a invasão da sagrada terra dos faraós pelo exército nazista durante a 2ª Guerra Mundial.

Mesmo com alguns números de Marvel Premiere disponíveis*, a RGE sabia que as aventuras licenciadas de seus personagens principais estavam próximas do final, por isso ao invés de se arriscar e comprometer as vendas, estendendo a publicação do Almanaque por mais um ano, ela resolve partir pro tudo ou nada! E com a edição #22 passa a focar somente em seus dois cavaleiros, ROMLunar.

 

Numa sequência de três histórias acompanhamos a volta de ROM para Terra, bem a tempo de impedir que Torpedo e a cidade de Clairton sejam tragados para o Submundo pelo Toupeira e seus moloides; Provar que o Incrível Hulk não é o culpado pela destruição de um pequeno vilarejo e por fim, entender o significado do Natal, ao mesmo tempo que impede o Mestre do Metal de destruir sua armadura.

 

E o Cavaleiro de Prata na única aventura dessa edição, mas nem por isso menos importante, acaba de vez com a raça do Morpheus! Mas se vocês acham que o layout engana, pelo destaque do Lunar em relação ao ROM, que teve muito mais aventuras dentro desse almanaque, em minha defesa digo que sempre procuro imaginar cada capa como a mais impactante possível.

E é por isso que o layout da edição de setembro/outubro, quebraria totalmente o convencionado até então. Já que a RGE imaginária publicaria de uma só tacada suas três últimas edições licenciadas do Cavaleiro de PrataMoon Knight #24 - #25 (comemorativa com dobro de páginas) e #26

 

Onde resistir outra vez aos encantos da Dama do Vitral, sumida desde o ano anterior, foi apenas um breve aquecimento para Lunar entrar numa colossal batalha contra a organização criminosa do Espectro Negro! Além de correr contra o tempo, para deter dois assassinos; Primeiro um psicótico que passa a apunhalar pessoas inocentes pelas ruas e depois um mercenário contratado pela Máfia para explodir os taxistas de Manhattan! E vou dizer que o Sindicato deu muita sorte, quando o 1º veículo atingido foi justamente o de Jake Lockley, uma das personalidades de Mark Spector.

Em sua última e especialíssima edição do Almanaque Premiere a RGE, assim como fez com NOVA no último número do Almanaque Marvel, dá um presentão de Natal para os fies seguidores do título. Nada menos do que 132 páginas dedicadas inteiramente à ROM coletando seus comics originais do #31 ao #37.

 

Começando por enfrentar a Irmandade dos Mutantes, na sequência ROM teve que lidar com a volta do Híbrido, proteger uma menininha cega de uma feiticeira dos Espectros, deter a grotesca fera submarina mandada por eles para destruir o Reino de Namor - O Príncipe Submarino e por fim se encontrar com outra turma de cavaleiros, nesse caso aqueles que se reuniam em volta da Távola Redonda.

 

Quanto ao layout nada mais justo que ele também fuja dos publicados durante toda a série. Numa pose com ar de superioridade ROM encará seus leitores como quem se despede dizendo: Pronto! É isso!

ADENDO: Mesmo sendo uma especulação, considero bem coerente a decisão da RGE imaginária, deixar de lado algumas das edições que estavam a sua disposição e a título de curiosidade, listo quais edições seriam essas e como se não bastasse, ainda cito os prováveis motivos para tais decisões:

 

MP #57-60 > Doctor Who, que nos Anos 1980 ninguém conhecia por aqui, pois a 1ª exibição de Doctor Who no Brasil foi no final dos anos 90, com o filme do 8º Doutor "Doctor Who - O Senhor do Tempo" distribuído pela FOX e exibido pelo SBT. Em 2006 a extinta emissora People + Arts exibiu a 1ª temporada da nova série, com o fim do canal a série só voltou em 2011 na TV Cultura, que exibiu as sete temporadas da Série Moderna.

 

Já as edições puladas de Premiere Marvel apresentaram o 4º Doutor (Tom Baker) da antiga série. Elas serviram de teste (afinal esse era o objetivo da publicação) para Marvel lançar em seguida o título próprio do personagem que teve apenas 23 edições, onde as nove últimas trouxeram o 5º Doutor (Peter Davison).

 

MP #55 > Magnus /Wonder Man - Essa versão moderna do personagem só deu as caras no Brasil a partir de Heróis da TV #34 de 1982 (antes, somente sua origem tinha sido contada em Os Vingadores #5 da Bloch de 1976. Mas como ele continuou a aparecer nas histórias do grupo publicadas pela Abril, considerei que também estaria licenciado por ela;

 

MP #51-53 > Pantera Negra já estava sendo publicado pela Abril. Que se deu ao luxo de ignorar esse arco de histórias, onde T'Challa, enfrenta sozinho, nada mais, nada menos, do que a KLANS! A Versão Marvel da KKK.

 

MP #50 > Alice Cooper roqueiro gótico, contemporâneo da Banda KISS, não obteve tanto sucesso em suas parcas adaptações para os comics quanto a banda de Gene Simmons, ele estampou essa edição comemorativa, cuja capa é inspirada nos gibis antigos de Terror da EC Comics. Mas, se nem a edições da Marvel com o "sangue do KISS misturado a tinta de impressão" foram publicadas por aqui, imaginem essa.

 

MP #35-37 > O Homem 3D, foi lançado antes de MP#38 que publicou O Estranho Mundo, mas já que ele não foi anunciado pela RGE no preview do Almanaque Premiere #7, ao contrário de A Marca de Kane, que é anterior também, considerei que a editora já o tinha descartado como opção.

 

 (Fonte: comicvine.com / guiadosquadrinhos.com / comicstore.marvel.com / pt.wikipedia.org/wiki/Doctor_Who)

 

>>Todos os personagens, logotipos e elementos são marcas registradas e seus direitos pertencem as suas respectivas empresas e criadores. Todos os direitos reservados. Este site não é autorizado pelos mesmos. Este é um site de fã dedicado a alegria de colecionar os personagens citados e nenhuma infração de direito autoral é intencional. >> All characters and all things related to characters, logotypes and elements are trademarks of and © belong to their respective companies and creators. All rights reserved. This site is not authorized by any companie or creator. This is a fan site dedicated to joy of collecting no copyright infringement is intended.

Please reload

A BATDEIRA NÃO PRODUZ, RÉPLICAS, CÓPIAS ARTESANAIS, FAC-SÍMILES

NEM QUALQUER OUTRO IMPRESSO SEM  AUTORIZAÇÃO DOS DEVIDOS PROPRIETÁRIOS.

NEM FAZ COMÉRCIO COM OS MESMOS EM SITES DE LEILÃO.

 >>Todos os personagens, logotipos e elementos são marcas registradas e seus direitos pertencem as suas respectivas empresas e criadores. Todos os direitos reservados. Este site não é autorizado pelos mesmos. Este é um site de fã dedicado a alegria de colecionar os personagens citados e nenhuma infração de direito autoral é intencional. >> All characters and all things related to characters, logotypes and elements are trademarks of and © belong to their respective companies and creators. All rights reserved. This site is not authorized by any companie or creator. This is a fan site dedicated to joy of collecting no copyright infringement is intended.

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now