VIDA LONGA AO REI! - (Parte III)

16.07.2017

>> E não é que estamos a 15 dias do simbólico mês de Agosto do ano em que Jack Kirby completa 100 anos de nascimento?! Quem acompanha a Batdeira há um tempo, sabe que em Março de 2016 imaginei duas grandes coleções, uma para Marvel outra para DC com algumas das mais significativas contribuições do Mestre para a Nona Arte.

É claro que foram exageradas e impossíveis de serem lançadas disseram alguns, mas no campo da imaginação eu diria que foram até modestas. E para minha surpresa e acredito que de muitos também, até o momento nada foi revelado sobre a intenção de se publicar uma coleção de temática similar. E se não fossem algumas edições pinçadas pela Salvat em sua extensão clássica e escassas histórias inseridas numa CHM do Quarteto Fantástico pela Panini passaríamos até tão, em branco no que diz respeito a HQs do Rei.

 

E é por isso que voltando ao campo da imaginação resolvi amenizar o delírio das coleções anteriores e apresentar duas opções mais viáveis, opções essas que talvez, quem sabe, pela graças dos Deuses Nórdicos e de Nova Gênese juntos, a Panini não esteja a ponto de anunciar parecido no mês que vem?

 

Começando pela Marvel, acredito que a melhor opção tanto comercialmente viável quanto popular seria investir na Saga do Capitão América conhecida como Madbomb!

Que dentre a quantidade gigantesca de material produzido pelo Rei na Marvel, essa tem dois grandes diferenciais; Ela é uma saga completa e não muito extensa, (coube num Omnibus da Marvel) que acredito poder ser dividido em quadro edições estilo CHM. Mas como existe a limitação de 164 páginas, para juntas serem acondicionadas na caixinha, o melhor seria lançar uma nova coleção.  E foi oque fiz, batizando-a como Marvel Icons!

Um nome bacanudo, que tanto pode ser aplicado aos personagens da editora quanto aos profissionais que a transformaram no sucesso que é hoje! E quem melhor para inaugurar a série do que o maior deles?

Ah... e o outro motivo é que o Rei, tanto desenhou como escreveu toda a Saga da Bomba da Loucura, em sua volta para a Marvel em 1975, após uma rápida permanência na DC.

Sobre o design das capas, tive em mente o desejo de explorar da forma mais abrangente possível as impactantes ilustrações imaginadas por Kirby para as capas de Captain America #193-214, Captain America Annual #03-04 e Marvel Treasury Edition - Captain America's Bicentennial Battles.

Já no caso da DC Comics, oque vejo várias pessoas comentarem é a Saga do Quarto Mundo, conceito magistral de Kirby que nos apresentou Órion, Senhor Milagre e Darkseid. Mas ela é muito extensa, tanto que precisaram de quatro Omnibus para acondicionarem todas as edições necessárias.

 

Por isso pensei em algo mais modesto, mas nem por isso irrelevante. E ele é até desconhecido por muitos aqui no Brasil, pois permanece total e completamente inédito: Super Powers!

 

Verdade seja dita, do Kirby desenhando mesmo temos apenas as capas, os desenhos ficaram pra um "dublê de traço" - Adrian Gonzales. Kirby forneceu foi o argumento principal da trama. Essa série serviu mais para a DC fazer uma meia-culpa pelo tratamento dado ao Rei na época em que criou os Novos Deuses, quando encerraram os títulos do Mestre antes dele concluir a Saga. Mas sendo composta por apenas cinco revistas, ela caberia tranquilamente numa modesta edição de Arquivos Históricos DC, a coleção da Batdeira similar as Lendas do Universo DC da Panini:

Em 1984, com a intenção de fomentar a venda de action-figures (nessa época eu chamava de bonequinhos), a DC e a fabricante de brinquedos Kenner, tiveram a genial ideia de convidar Jack Kirby para dar sua visão não apenas ao Superman (que ele já havia desenhado) mais também aos mais famosos personagens da editora. Num confronto épico, entre a Liga da Justiça e a Legião do Mal todos envolvidos num engenhoso plano de conquista global idealizado por Darkseid, o soberano de Apokolips.

Os bonequinhos aportaram no Brasil através da Estrela na década de 1980 mesmo, em sincronia com uma nova fase do desenho animado dos Superamigos que passava na televisão; Originalmente chamada de "Super Powers: Galactic Guardians" com uma nova formação da equipe reforçada pela adesão do Cyborg e Nuclear que estava sempre as voltas com Darkseid, seu filho Kalibak e o cientista funesto Desaad.

 

E pra arrematar, fazendo um link entre as duas editoras, criei mais um selo comemorativo.

 

 (Fonte: comicvine.com)

 

>>Todos os personagens, logotipos e elementos são marcas registradas e seus direitos pertencem as suas respectivas empresas e criadores. Todos os direitos reservados. Este site não é autorizado pelos mesmos. Este é um site de fã dedicado a alegria de colecionar os personagens citados e nenhuma infração de direito autoral é intencional. >> All characters and all things related to characters, logotypes and elements are trademarks of and © belong to their respective companies and creators. All rights reserved. This site is not authorized by any companie or creator. This is a fan site dedicated to joy of collecting no copyright infringement is intended.

Please reload

A BATDEIRA NÃO PRODUZ, RÉPLICAS, CÓPIAS ARTESANAIS, FAC-SÍMILES

NEM QUALQUER OUTRO IMPRESSO SEM  AUTORIZAÇÃO DOS DEVIDOS PROPRIETÁRIOS.

NEM FAZ COMÉRCIO COM OS MESMOS EM SITES DE LEILÃO.

 >>Todos os personagens, logotipos e elementos são marcas registradas e seus direitos pertencem as suas respectivas empresas e criadores. Todos os direitos reservados. Este site não é autorizado pelos mesmos. Este é um site de fã dedicado a alegria de colecionar os personagens citados e nenhuma infração de direito autoral é intencional. >> All characters and all things related to characters, logotypes and elements are trademarks of and © belong to their respective companies and creators. All rights reserved. This site is not authorized by any companie or creator. This is a fan site dedicated to joy of collecting no copyright infringement is intended.

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now