É (E SE FOSSE) TUDO VERDADE...

25.06.2016

>> Segundo o filósofo francês Jean-Paul Sartre, "viver é ficar se equilibrando o tempo todo, entre escolhas e consequências". E é inevitável que a gente num momento ou outro se pergunte como teria sido se uma de nossas atitudes fosse diferente; Que caminhos nossas vidas teriam seguido.

 

Baseado nesse questionamento da humanidade, o roteirista Roy Thomas, teve a ideia de criar para a Marvel uma insólita série que iria explorar esse campo de infinitas possibilidades nas vidas dos seus personagens. Surgiu então a revista What if? que, em sua edição de estreia, especulava como teria sido a carreira do Homem-Aranha se ele fosse aceito no Quarteto Fantástico.

Aqui no Brasil, What if? chegou por duas editoras diferentes quase ao mesmo tempo. Na RGE em sua tradução literal, "E SE..." no Almanaque Premiere Marvel e pela Abril, genialmente adaptada, como "Oque aconteceria se..." dentro dos mixes de Capitão América e Heróis da TV.

 

Por apresentar histórias engenhosamente criativas e auto-contidas, What if? é um dos títulos mais clássicos da Casa das Ideias; Que a partir de 2005 coletou em sete TPBs todas as edições, com exceção das protagonizadas por Conan e o Mestre do Kung-Fu, devido a questões de licenciamento já comentadas aqui na Batdeira.

 

No Brasil nunca tivemos uma coletânea, nem pela Abril, que publicou praticamente todas as 47 edições da 1ª série, nem mesmo pela Panini, que assumiu a Marvel em 2001. Mas isso pode mudar, pois What if? tem tudo para agradar em cheio à todos que atualmente curtem a Coleção Histórica Marvel. E é por acreditar muito na viabilidade dessa ideia que apresento meu novo projeto:

Pra começar, confesso que não tive a oportunidade de ler todas as histórias publicadas no Brasil e por não me sentir totalmente qualificado para o trabalho de selecionar o "Best of the Best" da série, convidei o Léo do Submundo HQ, para fazer o papel de "Vigia" da coleção. E graças ao seu conhecimento cósmico do Universo Marvel, montamos quatro edições de altíssimo nível, com forte apelo comercial, fazendo dessa CHM a mais espetacular a ser publicada pela Panini.

 

Vou comentar somente a direção de arte do projeto, pois acredito que todos os títulos são auto-explicativos (eles estão citados nas contra-capas), sem contar que outro grande mérito de What if? foi ter antecipado vários conceitos que foram reaproveitados posteriormente, pro bem ou pro mau, alguém lembra da Saga do Clone?!

Primeiro de tudo, defini que Uatu, o Vigia, seria o personagem recorrente no design, afinal ele é o narrador da série e para tanto procurei por uma ilustração do John Byrne, que ressaltou o visual alienígena do personagem, sendo depois adotado como oficial pela Marvel. Antes dele, o Oráculo criado por Lee & Kirby, era somente um careca gigante.

Desenvolver o logotipo foi desafiador, se por um lado "E SE..." é conciso, mas bem sem sal, "Oque aconteceria Se..." é impactante, mas muito extenso. Após uma série de esboços, obtive um design estiloso que une dinamismo a legibilidade. E com a capacidade incomum de poder assumir diferentes arranjos, sem perder sua essência.

Em relação ao background de mini comics, uma das identidades da CHM, optei por não reproduzi-los. Pois passei a achar que acabam poluindo a capa, quando a ilustração é mais do que um pin-up. Além do que, considero mais importante o tom queimado e os "arranhões". São eles que conferem a sensação de antiguidade à coleção.

 

A proposta para as lombadas é praticamente igual a original, o diferencial está na troca da tipologia convencional pelo logotipo criado para a série.

Para a contra, inicialmente pensei num mosaico com capas originais das histórias contidas em cada edição, mas após vários estudos diferentes cheguei a conclusão que todos apresentavam informação em excesso e por isso optei pela objetividade de explorar uma única ilustração. Cunhei também uma frase muito bacana que apresenta o título da série e ainda quebrei a cabeça escrevendo a pequena sinopse, que vocês já devem ter lido, acredito.

 

Para ilustrar as laterais da caixinha, que é de praxe acompanhar as CHMs, imaginei essa trama conectando logotipo e personagem, inspirada pelos fantásticos maquinários tubulares de Kirby.

Termino dizendo que se vocês, assim como Eu e o Leo, gostariam de poder comprar essa CHM, que encham os canais de comunicação da Panini com pedidos e solicitações, quem sabe a editora não torna tudo verdade?

 

 (Fonte: comicvine.com)

 

>>Todos os personagens, logotipos e elementos são marcas registradas e seus direitos pertencem as suas respectivas empresas e criadores. Todos os direitos reservados. Este site não é autorizado pelos mesmos. Este é um site de fã dedicado a alegria de colecionar os personagens citados e nenhuma infração de direito autoral é intencional. >> All characters and all things related to characters, logotypes and elements are trademarks of and © belong to their respective companies and creators. All rights reserved. This site is not authorized by any companie or creator. This is a fan site dedicated to joy of collecting no copyright infringement is intended.

Please reload

A BATDEIRA NÃO PRODUZ, RÉPLICAS, CÓPIAS ARTESANAIS, FAC-SÍMILES

NEM QUALQUER OUTRO IMPRESSO SEM  AUTORIZAÇÃO DOS DEVIDOS PROPRIETÁRIOS.

NEM FAZ COMÉRCIO COM OS MESMOS EM SITES DE LEILÃO.

 >>Todos os personagens, logotipos e elementos são marcas registradas e seus direitos pertencem as suas respectivas empresas e criadores. Todos os direitos reservados. Este site não é autorizado pelos mesmos. Este é um site de fã dedicado a alegria de colecionar os personagens citados e nenhuma infração de direito autoral é intencional. >> All characters and all things related to characters, logotypes and elements are trademarks of and © belong to their respective companies and creators. All rights reserved. This site is not authorized by any companie or creator. This is a fan site dedicated to joy of collecting no copyright infringement is intended.

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now